10 momentos Epic Fail da festa da CBF

6 dez

Eu havia prometido não assistir ao prêmio Craque do Brasileirão, promovido pela CBF e pelo Sportv, porque queria escutar os comentários de Juca Kfouri sobre Sócrates na ESPN no mesmo horário (sei que ele escreveu muita coisa, mas queria vê-lo… enfim). Mas a sucessão de gafes comentadas pelo Twitter me ganhou.

Sou mórbida e gosto de gafes. Beijos.

Vamos então pensar nos 10 motivos para o Epic Fail da premiação desta segunda:

1 – O problema não é ser super produzida. É ser mal produzida.

Foi um dos meus tweets durante a premiação. Por mais que as pessoas adorem um motivo para descascar Luciano Huck, Glenda (sem paciência de googlar o sobrenome) e Tiago Leifert, eles fizeram o que podiam diante da organização nula da premiação. Vídeos que demoravam para serem passados (muitos deles pareciam editados no Movie Maker), envelopes que não chegavam, indecisão sobre quem falava em qual momento, etc.

Tudo isso mostra falta de ensaio. Numa festa que pretende imitar o padrão “Oscar”, isso não pode acontecer, como não aconteceu no ano passado, em que tudo correu razoavelmente bem. Não acho que o erro esteja no formato. Por mais que a Bola de Prata Placar/ESPN tenha mais tradição e prefira algo mais “low-profile”, se os veículos tivessem mais recursos, certamente fariam uma festa maior.

2 – Aldo Rebelo avulso

O mundo dá voltas. Aldo Rebelo numa festa da CBF. Pois bem, o Ministro subiu ao palco totalmente perdido, sem saber o que fazer. Glenda tentou ajudá-lo, Huck gritou “dá pra ler aí, Ministro?”, enquanto Rebelo procurava sem sucesso a tela na qual estava seu texto. Ele leu pausadamente, com a Glenda quase ditando tudo e depois alguém o tirou do palco. Épico.

3 – Huck alfinetando o Leifert

Nós amamos odiar o Huck. Claro, ele ficou famoso apresentando um programa cuja atração principal era uma gostosa com fantasia de brechó, casou com a linda da Angélica, copia reality shows americanos que ‘mudam a vida das pessoas’ (Gugu faz isso desde os anos 90) e é amigo dessas celebridades globais felizinhas. Mas ele foi o que se saiu melhor nessa premiação, justamente porque não fez muita questão de esconder seu desconforto com os erros da produção. Não satisfeito, ainda fazia cara de preguiça e comentários “awkward” depois das piadas do Leifert.

4 – Leifert querendo consertar tudo

Antes a moda era gostar do Leifert. Aparentemente, agora é odiá-lo. Nunca fiz parte de nenhum desses times. Acho que ele é um apresentador competente, engraçado, um pouco repetitivo e que implantou uma informalidade na hora de fazer seu trabalho que trouxe uma consequência indesejada: o status de celebridade. Como sabemos, celebridades costumam ser rejeitadas na internet. A reação de Leifert na festa foi fazer o “Ricky Gervais”, ou seja, colocar um pouco o dedo na ferida. Não deu muito certo. A coroação foi a tentativa de fazer Diego Souza ensinar uma dança a Geraldo Alckmin. O jogador ignorou solenemente.

5 – Geraldo Alckmin avulso

Copie aqui a parte do Aldo Rebelo.

6 – Rogério Flausino e Nando Reis

HE’S EVERYWHERE! Flausino não perde uma e a sua super exposição fez mal até ao Jota Quest, que não é uma banda tão ruim como nós esbravejamos. Escolha do repertório: Fio Maravilha e É Uma Partida de Futebol. OLÁ, CRIATIVIDADE. Pior: Nando errou a letra. Depois de todas as vezes que essa música já tocou em eventos ligados ao futebol, isso é um insulto.

7 – Cadê a Glenda?

Sinto na internet também um clima de “odeio a Glenda” por ela ser uma pessoa, digamos, muito feliz. Sua escolha por apresentar reality shows também não foi muito bem vista. Na festa da CBF, a jornalista ficou de lado a maior parte do tempo, o que parece até bom, já que Huck e Leifert improvisam melhor. Mas Glenda deixou sua contribuição com o EPIC FAIL quando chamou Marco PAULO Del Nero para o palco. Sim, é Marco Polo. Até quem não manja de futebol sabe, porque né, tem nos livros de História.

8 – Huck trollando (?) o Ricardo Teixeira

“O senhor como apresentador é um ótimo dirigente”

Até agora estou pensando se é um elogio ou uma trollada. Só sei que morri de rir.

9 – Galvão trollando tudo

Dedé ganhou o prêmio principal depois do Neymar e não apareceu para receber, sendo que já havia subido ao palco antes. Leifert então diz: “ele está dando entrevista para o Galvão”. WIN do tiozão.

10 – Zorra Total

Deixei para o final, porque foi de longe o pior momento. Sei que esse quadro do metrô existe e faz relativo sucesso. Espero sinceramente que seja melhor no Zorra Total do que foi ontem na premiação. Totalmente fora de contexto, o segmento causou tanta “vergonha alheia” que o câmera demorou a descobrir alguém animado o suficiente para fingir uma risada. No caso, Ronaldinho Gaúcho. O que não diz nada, já que ele está obrigatoriamente sempre sorrindo.

Anúncios

7 Respostas to “10 momentos Epic Fail da festa da CBF”

  1. Filipe Ribeiro 12/06/2011 às 22:55 #

    HAHAHAHAHA

    Na parte do Alckmin, ainda teve o bônus do envelope ter desaparecido e ele ter ficado isolado no meio do palco. Nando Reis errando a letra e Huck trollando o velho gagá foram os highlights da noite. Ou será que foi o Galvão tirando o Dedé no meio da festa? Ou o Ronaldinho rindo do Zorra Total? Ah, essa cerimônia foi toda um show de horrores!

  2. Mario Sergio 12/06/2011 às 23:10 #

    Não assisti à premiação ontem devido ao tripé não tenho tv por assinatura + preguiça de procurar um streaming + draga desgraçada do meu time, então só posso criticar mesmo é esse procedimento padrão da CBF em entregar a taça num auditório fechado com os jogadores de terno e gravata. É ridículo.

    Na Europa, os campeonatos que vão para a última rodada tem réplicas da taça para jogadores, torcida e fotografos fazerem a festa. Só aqui tem essa canalhice.

    • sheilavieira14 12/07/2011 às 15:59 #

      Sim, é estranho dar o troféu na cerimônia mesmo…
      E mesmo assim, quando entregaram, praticamente não mostraram muito. Logo que o Alessandro levantou, já terminaram a transmissão.

  3. Sergio Ito 12/06/2011 às 23:51 #

    Foi horrivel e constrangedor ver essa premiação. Fiquei com dó dos apresentadores e fizeram o possível para salvar. O melhor momento foi a trollada do Huck para cima do canalha da CBF Ricardo Teixeira, rs

  4. AlexandreS 12/07/2011 às 15:10 #

    ótimo post!. Não assisti o evento, mas depois de ler seu artigo, vou atrás nos youtubes da vida..
    Também concordo com as críticas que esse negócio de jogador de futebol receber taça de campeão de terno e gravata é totalmente brochante.
    Será que é tão dificil ter umas 2 réplicas da taça em cada estádio e a galera fazer a festa ali na hora do vamuvê??!

  5. Yuri Gonzaga 12/07/2011 às 15:52 #

    Sheila, seu texto tá hilário, de verdade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: